fbpx

Sobre Eleonora

Biografia

Nascida e criada na Zona Leste da capital paulista. Primeira de duas filhas de um simpático casal, pai de natureza calma, autodidata e mais introspectivo e a mãe, uma mulher forte, exigente e que sempre zelou pela organização. Com a chegada da minha irmã, aos seis anos, me tornei a irmã mais velha o que aflorou a necessidade de ‘ensinar’, de compartilhar. Aos oito anos, essa necessidade se transformou quase em uma obrigação quando, a pedido da professora, me tornei “monitora de classe”, e passei a ajudar as outras crianças com as dúvidas. 

Sempre tive facilidade com tarefas que, hoje vejo, de alguma forma exigiam uma visão mais analítica. Entender como as coisas funcionam sempre foi como uma razão de existência. Me sentia extremamente motivada quando, de alguma forma contribuía para que as outras pessoas também entendessem.

Em 87 ingressei na FATEC – Faculdade de Tecnologia de São Paulo, para cursar Tecnologia em Processamento de Dados, naquela época não havia sequer banheiros femininos nos andares – havia apenas um, no térreo que atendia a secretaria. Acho que essa informação dá uma ideia clara do “cenário” da Tecnologia no Brasil no final dos anos 80, o que pasmem, apesar de terem se passado mais de 30 anos ainda é um cenário, relativamente, atual.

grupo de 4 fotos: pré-escola (1974), com meus pais e irmã (2019), com meu tio, dançando a valsa na formatura da FATEC (1990) e com minha irmã no baile de formatura na FATEC (1990)

Ainda na faculdade, consegui um estágio na IBM mas fui impossibilitada de ingressar no programa de trainee porque a empresa na época não aceitava tecnólogo. Era essencial ter uma graduação superior.

Pensando nisso, em 95 decidi fazer um bacharelado em Desenho Industrial, o que acabou me permitindo ter uma nova, e maravilhosa, perspectiva – a de um designer. Como bem descreveu o grande Diretor de Arte americano Paul Rand, o design de tão simples é extremamente complicado. Essa formação acabou contribuindo imensamente com a minha visão criativa e organizacional dos dados. Além de ter sido fundamental na minha capacidade de construir modelos mais visuais de processos e fluxos, o que na minha experiência, sempre facilita o processo de entendimento dos usuários.

Em  24 anos no mercado financeiro passei pelos bancos Nacional, Unibanco e Itaú. O Minha primeira experiencia foi em uma área chamada ‘Centro de Informações’, considerado os primórdios do que seria hoje a ‘Inteligência do Negócio’ ou como é mais conhecido, pelo termo inglês, Business Intelligence ou simplesmente B.I.

montagem com 4 fotos: a primeira com os meus amigos da faculdade - FATEC (1988); minha foto com desenho de asas atrás no evento do TDC (2018); foto em preto em branco com os meus colegas do Unibanco onde fomos indicados para o prêmio Walter Moreira Salles (2001); foto do meu crachá de finalista do prêmio.

Mesmo trabalhando o dia inteiro, minha sede por conhecimento não diminuiu, trabalhando durante o dia, estudei Gerenciamento de Projeto (PMP)  e fiz um MBA – Master Business Administration, em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios, ambos na FGV – Fundação Getúlio Vargas.

Em 2016, a Vida me reservou um novo rumo e resolvi encarar como um convite para que eu saísse da minha zona de conforto. Foi quando resolvi me lançar como consultora de Inteligência para Negócios, já que grande parte da minha experiência era em governança de dados, como capturar, como analisar, como construir inteligência a partir dessas informações. Foi também em 2016 que surgiu a primeira oportunidade para lecionar. Fui convidada pra fazer um in-company pela FGV-SP e falar de analytics para a Bayer. 

Aquele bendito cutucão da vida, quem diria, me colocaria exatamente onde eu precisava estar para viver mais de acordo com meu propósito, minha missão, que como não poderia deixar de ser, é uma simples questão de análise… Transformar dados em informação para aqueles que desejam entender e transformar informações em inteligência para quem quer crescer.

montagem com 3 fotos: Minha foto em primeiro plano tirada no evento do linkedin em 2019; foto da minha pulseira de pingentes com o charm de 50 (quando fiz 50 anos); um avião, um passaporte e passagem, a torre Eiffel, uma bandeira de fórmula 1, uma árvore da vida - a terceira foto é uma frase que sempre falo... A vida vai mudar de novo? Todo dia muda. Cada novo dia é uma nova possibilidade.

Formação

2020 Rumo ao Mestrado
2019 Extensão
2016 Extensão
2011 MBA
2007 PMP
1998 Segunda Graduação
1990 Primeira Graduação
Open chat
WhatsApp